sábado, 12 de outubro de 2013

Polícia Federal: Provas devem ficar para o início de 2014

author photo



Com a demora na contratação da organizadora do concurso da Polícia Federal (PF) para 566 vagas na área administrativa, é cada vez mais evidente a constatação de que as provas da seleção serão aplicadas apenas no início do próximo ano. Para que haja maiores chances das avaliações acontecerem ainda em 2013, o edital do concurso teria que ser divulgado nessa primeira quinzena de outubro, o que não deve ocorrer. A Coordenação de Recrutamento e Seleção do órgão (Corec) já informou que deverá ser observado apenas o intervalo mínimo para a aplicação das provas, que é de 60 dias, a contar da divulgação do edital, conforme consta no Decreto 6.944/09. Entretanto, caso a publicação do edital ocorra este mês, mas apenas na segunda quinzena, é pouco provável que as provas sejam aplicadas no dia 22 ou no dia 29 de dezembro, datas disponíveis após o intervalo mínimo. Isso porque o período costuma ser destinado a viagens e confraternizações, podendo afetar a atratividade do concurso ou acarretar um índice elevado de faltosos às provas, diminuindo a probabilidade do órgão selecionar os melhores entre os interessados na seleção. Caso o edital seja divulgado somente em novembro, as provas necessariamente terão que ser aplicadas a partir de janeiro. A expectativa, atualmente, é de que a PF finalize a contratação da organizadora nos próximos dias e divulgue o edital do concurso logo em seguida. O departamento já informou que a instituição que ficará à frente da seleção já está definida e que a oficialização da escolha é único ponto pendente para a publicação do edital. O órgão ainda não revela o nome da organizadora escolhida, mas segundo o sindicato da categoria administrativa (SinpecPF), trata-se do Cespe/UnB, como, de fato, era esperado.
Oferta - Serão oferecidas 534 vagas apenas para o cargo de agente administrativo, que tem como requisito o ensino médio completo (não é exigida a carteira de habilitação) e proporciona remuneração inicial de R$3.689,77, incluindo o auxílio-alimentação, de R$373. As outras 32 chances serão para cargos de nível superior, sendo 11 vagas para engenheiro, sete para assistente social, cinco para contador, quatro para administrador, três para psicólogo e duas para arquivista. Para esses, os iniciais são de R$5.454,18 (engenheiro) e R$4.412,32 (demais), também com o auxílio. De acordo com a Corec, provavelmente, as provas (objetivas para todos os cargos, e discursiva apenas para os de nível superior) serão aplicadas em todas as capitais. Já as vagas do concurso serão distribuídas por estado, devendo seguir basicamente a configuração resultante do processo de mobilidade interna de servidores. Segundo informações da Coordenação de Recursos Humanos da PF, o resultado final da remoção interna, que deverá ser divulgado próximo ao edital do concurso, deverá apresentar muito poucas alterações com relação ao resultado preliminar, que serviu de base para o levantamento feito pelo SinpecPF sobre a provável distribuição de vagas para agente.

Cursos Online para ENEM 2018

1 comentários:

avatar
Silmara delete 14 de outubro de 2013 19:51

O Fanáticos poste materiais de estudo...

Reply


EmoticonEmoticon

Next article Next Post
Previous article Previous Post